Cadastre-se e receba novidades

Nome*

E-mail*


Seus dados foram enviados com sucesso.
As vezes é melhor ficar offline - Mr. Jazzy

As vezes é melhor ficar offline

Não é por que estou invadindo esse espaço, tá gente, mas pensamos muito, juntos e decidimos tentar levar essa coluna para um novo norte. Pensamos em um approach um pouco mais dentro do que vocês procuram aqui: dicas, sugestões, entender melhor nosso ponto de vista (feminino) em relação a vocês (homens). Que tal? Além de maior proximidade, mais imagens e um bom dia, gostoso e diferente.

 Bom, vamos começar com uma sugestão?

Tenho notado nas reuniões e discussões de bares com os amigos, que tá cada dia mais complicado se desconectar. Pra nós – mulheres – tá complicado várias coisas na verdade, o elevado número de gatos que só querem saber de outros gatos, o elevado número de gatos que só querem saber de facilidade e terreno alheio, e o elevado número de gatos que não quer nada sério com ninguém, Só com o WhatsApp, Tinder e com o InstaMessage (esse é babado).

Tudo bem que esses App’s vieram para salvar a vida de quem quer aliviar a tensão diária, mas veio também pra ferrar com a vida dos que querem relacionamentosério. É sério! Não dá e nem vale a pena brigar pela atenção de alguém hoje. Não somos páreo para eles (os App’s). Nem eu, nem você e nem a Scarlett Johansson, believe me. Li uma reclamação dela outro dia num site gringo. Sabemos que existem romances quesurgiram com ajuda dos App’s, mas eles ainda entram na cota de “salvo as exceções”.

O foda é que não há mais discernimento, e nem o interesse – por parte de muitos –  de fazer diferente. Estamos vivendo em terra de ninguém, onde telefonema é prova de amor e beijo na boca, ah, sei lá, virou qualquer coisa. Mas pior que isso, é ser convidada ou convidar alguém pra jantar e ficar conversando sozinha. Não ter atenção, o olho no olho, o interesse nas histórias… Consequência? É que isso vai minando até a vontade de um amorzinho no final. Eu juro que vai.

Outro dia saí com um gatinho pra tomar um chopp. Eu não sei se eu tava feia, chata ou se tinha alguém mais interessante falando com ele no celular. Fato é que a conversa não rendia, os olhos não se encontravam, as borboletas do estômago já haviam voado e o gelo na mão era resenha do ar-condicionado. Fui perdendo o tesão nele e depositando o resto de tesão que eu ainda tinha, no meu Instagram: fotografei o prato, a cerveja, a roupa… Quase que juntei a turma toda do bar pra fazer uma #fotodagalera. Tudo pra eu, pelo menos, não perder minha noite. Final do encontro? Eu, minha cama e uma caixa de chocolate! Uhumm. Ah e não era alguém que eu tinha acabado de conhecer não tá? Era caso antigo.

 Vê, como ficar 100% conectado pode atrapalhar 100% sua vida “real”? E não é só comigo não, tá. É geral. Até aquela paquera inocente no bar, tá tipo “coisa rara”. “Você pode morrer de paquerar o bofe da mesa do lado, mas até ele se animar em levantar, e ir falar com você, tu já foi embora”.

Então, meninos, uma dica: Que tal na próxima vez que for sair – jantar, happy hour, qualquer coisa – e encontrar uma gatinha passando ou sentada na mesa do lado, largar mão do celular, ficar um pouco offline e tomar uma atitude de macho? Se ela olhou de volta, mexeu no cabelo, sorriu de canto de boca e fez charme, pronto! Passa um olhinho de peroba na cara, resgata o olhar 43, puxa as calças e vai… . Não vai quebrar as pernas se você levantar e for lá, puxar papo.

Sabemos que atitudes tradicionais como abrir a porta do carro, comprar flores, escrever cartas de amor ficaram lá em algum canto do passado “salvo algumas exceções” – felizmente posso dizer que um pouco disso vivi, mesmo que aos 15 -  mas olha só, conselho tá? Se ela te der seu número de telefone, liga viu, sua conta não vai ficar mais ou menoscara por isso e garanto que esse gesto será muito bem lembrado.

Ahh, se quiserem sair pra jantar ou beber algo, aqui vai algumas sugestões:

·      The View – Um bar que fica localizado no 30º andar de um prédio na Alameda Santos, 981, Jardins. Melhor pedida: Filé Mignon ao molho Poivre com Risoto de Parmesão,acompanhado de um tinto. Lá você vai curtir a melhor vista de São Paulo.

·      Bossa Restaurante - Arquitetura linda, cozinha brasileira e atmosfera agradabilíssima – onde você poderá aproveitar para degustar os drinks ou as cervejas artesanais da casa. São uma delícia.

image1
Texto escrito por: Eve Teixeira
Tags: , , , ,

2 opiniões sobre “As vezes é melhor ficar offline”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>