Cadastre-se e receba novidades

Nome*

E-mail*


Seus dados foram enviados com sucesso.
BENEATH THE ROSES- FOTOS DE GREGORY CREWDSON - Mr. Jazzy

BENEATH THE ROSES- FOTOS DE GREGORY CREWDSON

Picture 6

por Claudia de Andrada Tostes Vinhaes Grosso

A série Beneath The Roses ( 2003-2008) fez com que Crewdson fosse verdadeiramente conhecido e aclamado. Fotos em alta escala e elaboradas como se fossem cenários, que já foram descritos como micro épicos que exploram o lado dark da psique.

Pudemos apreciar algumas dessas fotos da série “Beneath The Roses”, no Museu da Imagem e do Som na exposição “Maio Fotografia no MIS 2014”.

Gregory Crewdson, nasceu em 1962 em Park Slope, NY. Seu pai, um psicanalista, tinha um consultório no porão da casa, onde George observava os pacientes nas suas idas e vindas. Era sempre advertido para ficar quieto e longe nesses horários. George conta que  sempre tentava ouvir as sessões através das tábuas do assoalho, o que aguçou muito a sua imaginação.

Quem eram as pessoas com quem seu pai conversava? O que elas estavam dizendo? As perguntas estavam lá, mas nunca havia respostas. Ele diz que seu pai  teve uma tremenda influência no seu desenvolvimento e suas fotos já foram, antes de existirem, moidas e  trituradas nesse lado do psiquismo.

Não sabemos exatamente o que suas imagens dizem,  ele diz que também não.

Ele quer  “o momento”  e que ele  exista apenas  como um momento, puro,  cristalizado…… sem nenhuma história por detrás, nenhuma narrativa.

Nesse momento que foi delimitado, sem o antes e o depois  é que ele vai colocar a força no que está ali representado.

“Like a story that is forever frozen in between moments, before and after, and always left as a kind of unresolved question.” GC

Trabalha como se fosse um Diretor de Cinema, liderando uma equipe de produção com diretor de fotografia , efeitos especiais, equipe de iluminação, atores e diretor de atores. Ele usa sets de filmagem e locações nas diversas cidades, um processo realmente cinematográfico

As fotografias de Crewdson são feitas em pequenas cidades americanas, mas com uma contundente dramaticidade e cinematografia. Ele explora a intensa banalidade óbvia desses lugares e os transforma em cenas de mistério e fascinação.  A angústia e seus dramas que se desenrolam em ambientes cotidianos estão tangíveis.

Picture 11
“I have always been fascinated by the poetic condition of twilight. By its transformative quality. Its power of turning the ordinary into something magical and otherworldly. My wish is for the narrative in the pictures to work within that circumstance. It is that sense of in-between-ness that interests me.”

Picture 3

Percebemos e reconhecemos cenas de Vertigo, Blue Velvet influenciando o seu estilo e suas fotos também nos remetem a Edward Hopper e às fotografias de Walker Evans e Diane Arbus.

Picture 2
Está visível o pesadelo da classe média americana: nada é claro, ordenado, idílico ou romântico.

Picture 7
Suas fotos hiper realistas revelam o limbo claustrofóbico e o abismo da repressão espiritual que consagram  um  subúrbio típico.

Picture 4
Solidão, alienação, apatia, resignação, mistério, desejo, contemplação e confusão , memória e imaginação estão “ Por baixo das Rosas”.

Picture 5

Uma mulher sentada na cama, um quarto com papel de parede. Há um telefone, uma prescrição de um remédio perto do abatjour. Seu longo cabelo está escovado para trás, faixas de luar que passam pelas cotinas iluminam o estampado da sua camisola e uma pequena tatuagem no seu braço. Enrolado dormindo na cama está um bebê, a cabeça da mulher está voltada para a criança. Mas sua expressão não é nítida, não é clara. Pode ser um ar de ressentimento e exaustão, de alienação e desespero. Ela, a mulher, é uma história, plena de possibilidades e esperando para ser contada.

Picture 9

É assim o poder da fotografia de Gregory Crewdson, ele cria mundos com escalas cinematográficas e uma atenção obsessiva nos detalhes como um cineasta o faria. Muitas vezes trabalha por semanas ou mesmo meses para capturar um momento perfeito da câmera.

Artigo publicado em http://www.agendadearteecultura.com/

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>